segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Passeio de carro com o bebê

Segurança é primordial na hora de se locomover para qualquer lugar com o bebê. Na hora de dar o primeiro passeio de carro, temos que estar preparado para levar o pequeno com segurança.

Primeiramente, pelo Código Brasileiro de Trânsito é proibido levar crianças menores de 10 anos no banco da frente, já no colo, nem pensar, proibido no banco da frente e atrás.

A melhor proteção para os bebês é o uso de cadeiras e assentos de segurança.

O cinto que temos no automóvel, é projetado exclusivamente para pessoas com no mínimo 1,45m de altura, logo, uma criança não será protegida com ele. Sofrendo assim, traumas de um acidente.

As cadeiras precisam ser colocadas no carro de maneira correta também. Muitos acidentes ocorrem por usar a cadeira de um modo inapropriado. A cadeira tem que ser adaptada devidamente ao veículo, para crianças de até um ano a cadeirinha deve ficar virada de costas para o banco da frente.

Existem 3 tipos: a conchinha até um ano, cadeirinha fixa de 1 a 4 anos e o suporte de elevação (booster) até os 7 anos.

Os bancos devem ser usados, apropriadamente para cada idade, até os 7 anos.

Certifique-se sempre que os vidros e portas estão devidamente fechados, para a segurança do seu bebê!


Fonte: Hora do Passeio

Fonte imagem: Bebê Gravidez

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Saiba como tornar sua casa segura para o bebê

Se formos olhar alguns detalhes da nossa casa, será nítido o quão perigoso pode ser para um bebê. Produtos de limpeza ao alcance da mão, tomadas, plantas, entre outros objetos.

Quando há preocupação com quem amamos, nenhum cuidado é demais, não é? Portanto, algumas mudanças terão que ocorrer no ambiente em que moramos.

Visualize se não há nenhum objeto pontiagudo pelas passagens da casa, caso haja, retire.

Nas escadas, coloque um portão de segurança. Escadas podem ser um problema logo que o bebê começar a engatinhar.

Próximo as janelas, não deixe nenhum móvel, antes que o bebê queira se "aventurar".

Na cozinha, só deixe os produtos de limpeza em um armário inferior se tiver cadeado, caso contrário deixe em lugares altos, onde seja impossível do bebê alcançar.

Mantenha os fornos com a porta fechada, evitando assim, que a criança venha a se queimar. Se tiver o costume deixar panelas sobre o fogão, lembre-se de deixá-las viradas para dentro, para que a criança não puxe.

No banheiro, também mantenha os medicamentos a distância do bebê. Ajuste a temperatura da água para o máximo de 40º para prevenir queimaduras.

Essas são algumas mudanças básicas que você pode começar a adaptar em casa, mamãe.

Fonte: De mãe para mãe
Fonte imagem: Abril

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Choro de bebê contínuo no final da tarde sem motivo aparente pode ser cólica.

A cólica ocorre porque o amadurecimento neurológico do bebê não está completo ao nascer. Até mais ou menos os 3 meses de vida, o sistema nervoso imaturo não coordena os movimentos peristálticos do intestino.

Segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria, antigamente o que se recomendava era remédios antigases. Hoje sabemos que para amenizar as cólicas há uma forma natural, massagens abdominais e compressas morninhas.

A massagem compreende uma técnica chamada Shantala. É uma massagem indiana para bebês e crianças muito eficaz por ajudar o organismo do bebê a trabalhar em harmonia.

Além de minimizar o desconforto dos gases estimulando o peristaltismo do intestino, a massagem traduz um momento especial oferecendo a oportunidade dos pais terem um contato mais prolongado com o bebê. Esse carinho ajuda os pais a reforçar o vínculo afetivo e no momento da crise de cólica é essencial para o bebê sentir-se amado e protegido.

A massagem é realizada no corpo inteiro do bebê, ajudando-o a relaxar, já que durante a crise toda a sua musculatura fica rígida pela agitação da dor e stress.

Na hora da Shantala, o contato tão próximo dos pais, o toque carinhoso, sentir o cheiro, a respiração e batimento do coração dos pais funcionam como um calmante natural e a criança se tranquiliza de forma natural.

Para o bebê que tanto necessita da presença dos pais para através deles conhecer o mundo, não há momento melhor que Shantala. Por isso, sinta-se estimulado (a) a aprender a técnica que tanto encanta mães, pais e bebês.


Denise Gurgel Barboza

Fisioterapeuta Materno-Infantil e especialista em Shantala

CREFITO 34310-F

www.cursoshantala.com.br

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

CordVida dá dicas de como evitar o soluço.

O soluço é comum nos bebês e traz até alívio para as mamães, pois enquanto não vem ficamos apreensivas pelo aparente incômodo da criança.

O soluço não causa nem dor, nem incômodo. O músculo diafragma (envolvido na respiração) está "imaturo" no sistema nervoso dos pequqenos, e ainda não pode ser controlado adequadamente. Os soluços tendem a melhorar até os seis meses de idade e atingem 80% dos bebês.

Na hora da amamentação, o bebê pode engolir ar e começar a soluçar. Neste caso, retire o bebê do peito e faça com que abocanhe a maior parte da aréola, evitando a entrada de ar. Depois de mamar, para facilitar a eliminação do ar pelo arroto, deixe o bebê na posição vertical, pois se permanecer deitado, pode chegar a vomitar.

Quando for trocar as roupas do bebê, esteja sempre em ambiente com temperatura agradável, pois correntes de ar também podem ocasionar o soluço.

O susto não funciona para bebês, pode funcionar com crianças mais velhas. O organismo libera uma substância chamada adrenalina que inibe a contração do diafragma, solucionando o "problema". Não adianta tentar com os bebês, pois isso só provocará angústia e medo!

O soluço é mais um dos sintomas normais dos bebês, como outros que a Cordvida já falou por aqui! Se você já é ou vai ser mamãe, acompanhe nossas dicas, e fique tranquila na hora de cuidar dos pequenos!

Fonte: Guia do Bebê

Fonte imagem: Blog da Lu

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

CordVida explica o que fazer quando o bebê se machucar

É desesperador ouvir o choro da criança quando ela cai, não é? Mas mantenha a calma, mamãe. Algumas dicas podem ser seguidas nos casos de acidentes com o bebê:

Em caso de cortes lave com água e sabão, para limpar a área. Converse com o pequeno para que não arranque casquinhas do local. Se o corte for mais profundo, veja se não é necessário levar ao hospital. Certifique-se de que a criança é vacinada contra o tétano, que é uma bactéria causada por sujeira.

Se a criança cair e bater o crânio, fique atenta as reações que ela expressará, qualquer sinal ou lesão, o melhor a fazer é levar a um pronto-socorro. Se a batida ocorrer em outro local do corpo, use água gelada pra prevenir o inchaço e amenizar a dor. Não use gelo diretamente pois pode queimar a pele do bebê.

O procedimento para arranhões é similar ao do corte, lave com água e sabão neutro. O processo de cicatrização pode ser mais lento dependendo da extensão do machucado, por isso pode enroscar na roupa da criança, se isso acontecer faça um curativo com gaze e esparadapro.

Uma das preocupações que podem ser maiores é no caso de inchaço. O inchaço pode indicar problemas na circulação, portanto dependendo também da gravidade procure um médico.

A CordVida preza pela sáude do seu bebê, siga esses passos e o pequeno estará bem, mamãe.

Fonte: Abril


segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Como conciliar a gravidez com o trabalho?

Por conta, dos hormônios, as emoções ficam a flor da pele e a confusão de sentimentos acontece no período da gestação. Porém, a vida não para não é, mamãe?

Normalmente, as mulheres precisam continuar exercendo suas atividades habituais até o fim da gestação, o trabalho é uma delas.

Para conseguir conciliar os cuidados com a gravidez e as atividades habituais, algumas dicas podem ser seguidas:

No caso de enjôos, antes de ir trabalhar prepare lanchinhos e leve para o trabalho para comer a cada duas ou três horas. Você não irá comer mais, apenas irá dividir a quantidade que ingere normalmente em pequenas porções. Prefira alimentos sólidos, pois combatem melhor as náuseas, e lembre-se de manter distância dos fumantes. Evite remédios, pois eles são aliados do sono, podendo atrapalhar na hora do trabalho.

Se no seu trabalho exige de você esforço físico, faça-o vagarosamente, sem prejudicar a postura. Não se sobrecarregue e peça ajuda quando necessário.

Normalmente já precisamos estar bem hidratadas, na gravidez é mais do que necessário, pois a bolsa aminiótica precisa ter quantidade de líquido adequada para evitar possíveis infecções urinárias. Resista ao cafézinho, pois essa bebida estimula arritmias cardíacas, e o enjôo pode piorar. Tente evitar, no máximo tome uma vez ao dia, misturado com leite.

Já falamos por aqui também sobre o cuidado que temos que ter na hora de usar os sapatos, então mamãe evite os saltos, sapatos baixos além de serem indicados são mais confortáveis na hora de trabalhar.


Fonte: Clic Filhos

Fonte imagem: Revista Crescer


sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

CordVida mostra os riscos da gravidez após os 40!

Não é de hoje que as mulheres estão deixando para engravidar cada vez mais tarde. Alguns fatores são as principais influências para isso: segurança financeira, um relacionamento estável e a incerteza de ser ou não mãe.

Essa escolha pode ser arriscada por causar problemas de saúde para a gestente, diabete e hipertensão são as principais.

Para a futura mamãe que escolher engravidar após os 40 anos, deve passar por um especialista, para saber se as condições são favoráveis.

Segundo profissionais da área, a idade ideal é entre o final da adolescência e os 35 anos, pois nesse período a quantidade de óvulos produzida é maior e aumenta as chances de engravidar. Após essa idade os bebês, além das mamães podem sofrer incidência de doenças como síndrome de Down e abortamentos aumentam depois dessa idade.

É importante esperar o momento correto, para que você possa aproveitar mais essa fase. Quanto mais estivermos preparadas, melhor será para cuidar do bebê!

Faça uma preparação com o seu ginecologista, e veja o que ele tem a dizer para que você possa finalmente passar pelo período mais esperado: a gravidez :)

Fonte: Notícias R7
Fonte imagem: Ig

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Cuidados com a pele do bebê.

A pele do bebê é visivelmente mais delicada que a nossa, e exige atenção especial.

A pele do bebê tem mais facilidade para manter erupções cutâneas, pois os bebês têm dificuldade em diminuir sua temperatura pelo suor, além do que é 5 vezes mais sensível que a nossa.

Enquanto criança a produção de melanina também é lenta o que torna o bebê mais sensíveis aos raios ultravioletas do sol.

Algumas situações podem facilitar o aparecimento de assaduras e dermatite

- urina: é a causa mais comum de dermatite nas fraldas, acontece quando a fralda molhada é deixada por longo tempo durante a noite, e pode causar inflamação na pele.

- dentição: durante o nascimento dos dentinhos a resistência do bebê diminui, e a pele pode ficar mais propensa para criar infecções;

- falta de boas medidas de higiene: a higiente é aliado das mamães e dos bebês, por isso manter a pele sempre limpa é importante!

Para que o bebê não passe por isso, algumas dicas podem ser seguidas, como usar sempre sabonete suave e livre de fragrâncias, os produtos testados para pele de bebês são mais dificeis de irritas a pele do pequeno.

A mamãe na hora de pegar o bebê, ou qualquer outra pessoa precisa estar com as mãos limpas para não passar nada para o bebê.

Na hora do banho, deixe no máximo de 10 a 15 minutos, em água não muito quente.

Lembre que o bebê tem diferenças grandes em relação a nós, e todo cuidado é necessário para que a criança cresça saudável!

Fonte: Dermato
Fonte imagem: Blog da Lalazinha

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Estrias na gravidez, como se prevenir?

Na gravidez, não precisamos nos descuidar da aparência, não é?

Durante o período de gestação nosso corpo passa por diversas modificações, mas mesmo com todo cuidado que temos que ter com o bebê, podemos nos cuidar!

As estrias são uma das preocupações das mulheres, estando grávida ou não. Na gravidez, elas podem aparecer em maior quantidade. Alguns motivos são os principais causadores:

- Alterações hormonais;
- Predisposição genética;
- Distensão abdominal provocada pela gestação.

As estrias podem aparecer nas coxas, quadris, nádegas e abdômen. São lesões formadas pela ruptura das fibras da pele, responsáveis pela elasticidade.
Durante a gravidez costumam aparecer à partir dos sexto mês, pois as principais causas estão ligadas a predisposição genética e o ganho excessivo de peso.

O principal é tratar a pele, hidratando, não engordar em excesso e beber bastante líquido.
Mamães, usem sutiã de sustentação com alças largar e escolham calcinhas com cintura alta, algumas são projetadas especialmente para estrias.

Antes de sair por aí hidratando com qualquer creme, consulte um dermatologista para especificar o seu tipo de pele e não assim não ter nenhum problema futuro.

Podemos ficar bonitas sim na gravidez, aproveite a fase e não se descuide :)

Fonte: Estrias e Gravidez

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Vacinas para os bebês de até 6 meses, veja quais são!

As crianças, principalmente quando são menores precisam receber uma série de vacinas. Essas vacinas são distribuidas gratuitamente nos postos de atendimento do SUS.



Paralisia infantil, difteria e tétano são vacinas que não apresentam casos desde 1989 e devem ser imunizadas neste período dos seis meses de vida.


Crianças de 1 mês

- Hepatite B 2ª dose

A primeira dose é administrada ainda na materninada, a segunda dose deve ser apliacada 30 dias após a primeira.


Crianças de 2 meses

- Tetravalente (DTP + Hib) 1ª dose

Difteria, coqueluche, tétano, meningite e outras infecções, a criança será protegida dessas doenças com a Tetravalente. As vacinas precisam ser aplicadas com um intervalo de 60 dias, são necessárias três doses da vacina.

- Poliomelite 1ª dose

A prevenção da parilisia infantil é uma das mais necessárias, pois ainda não tem tratamento. A imunização é realizada por via oral. Também são necessárias três doses (aplicadas a cada 60 dias).

- Rotavírus 1ª dose

Essa vacina entrou no calendário de imunização oficial em 2006, o Brasil foi o primeiro país a disponibilizar a prevenção em seu sistema de saúde. O rotavírus provoca agride o estômago, causa a gastroenterite, febre e desidratação.

A vacina é administrada por via oral e normalmente não apresenta reações. Seu uso é contraindicado em crianças com problemas de imunodeficiência, como HIV positivas. Nesses casos, consulte o pediatra.

Crianças de 4 meses

- Tetravalente (DTP + Hib) 2ª dose

- Poliomelite 2ª dose

- Rotavírus 2ª dose

Além dessas, existem também as vacinas complementares. Converse com o pediatra e veja quais serão necessárias para o seu bebê. Administre a saúde do pequeno para sua tranquilidade e um crescimento saudável!

Fonte: Ig
Fonte imagem: Blog da Janga

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Encontro BarrigaCrescente no litoral paulista

A fim de valorizar a mulher enquanto gestante, o projeto BarrigaCrescente realiza em Fevereiro a segunda edição do BarrigaCrescente de Verão.

O evento será realizado no Espaço Essência Santos, no litoral Paulista, local que comporta porfissionais da saúde e terapias complementares. A naturóloga Mariana Schmidt, uma das organizadoras do encontro, diz que o projeto foi levado até o litoral para "oferecer às gestantes que moram ou que estiverem em férias pela região algumas horas de bem-estar e troca de experiências sobre a gestação”, afirma.

Temas como Yoga, Autoconfiança e Tipos de Parto serão abordados durante o evento. As gestantes e seus companheiros terão 3 horas para desfrutar de vivências transpessoais, assistir palestras sobre parto e amamentação, e a oportunidade de compartilhar suas dúvidas .

Serão arrecadados pacotes de fraldas que serão doados no Encontro BarrigaCrescente Solidário ao final do semestre. As inscrições podem ser feitas até o dia 17 de fevereiro no Espaço Essência Santos ou pelo formulário online.

Confira a programação:

Abertura
Vivências
Espaço Mente = Yoga para Gestantes
Espaço Alma = Autoconfiança na Gestação
Coffee Break
Palestras
Espaço Corpo
1ª palestra – Amamentação: da nutrição ao desenvolvimento da fala
Vivência Respiração
2ª palestra – Tipos de Parto
Encerramento

Serviço:
BarrigaCrescente de Verão (2º Encontro BarrigaCrescente)
Data: 19 de Fevereiro de 2011
Horários: Das 9h30 às 12h30
Local: Espaço Essência Santos
Endereço: R. Delphin Moreira, 19 – Embaré – Santos/SP
Ingresso: R$ 10,00 + 1 pacote de fraldas que será doado no BarrigaCrescente Solidário ao final do semestre (papais acompanhantes pagam 50% do ingresso)
Informações pelo fone: (11) 2387-7254
www.barrigacrescente.com


A CordVida apóia eventos como esse, diretamente para vocês, mamães!


sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Células-tronco em pauta no Roda Viva

Pioneira nas pesquisas sobre células-tronco, Lygia da Veiga Pereira dará mais do que uma entrevista para o Roda Viva. Na segunda-feira, 14/02, a geneticista reconhecida mundialmente, dará uma aula sobre um dos temas mais estudados e fascinantes da atualidade: as pesquisas em células-tronco. O mundo da pesquisa científica, tem abordado o tema relacionando a genética, clonagem de embriões. Ainda será discutido o que as células-tronco podem trazer de benefícios em questão de cura e sobre o dilema entre ciência e religião.

A doutora Lygia é carioca, radicada em São Paulo. Estudou física, mas acabou se encantando com a biologia e a genética, fazendo seu doutorado nos Estados Unidos. Lygia ficou conhecida também por usar uma linguagem muito simples para explicar coisas bem complicadas.

As novidades da ciência serão apresentadas no programa Roda Viva, da TV Cultura, às 22h00. Não perca!

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Saiba quais são os significados do choro

Ver seu bebê chorando, principalmente nos primeiros meses de vida, chega a causar angústia e desespero, não é mesmo? Perguntas como: "O que faço? O que ele tem? Como devo agir?" certamente surgirão.

Nos primeiros dias você e o bebê estarão se conhecendo, e somente a convivência para ira aperfeiçoar o relacionamento de vocês. O choro é a primeira forma de comunicação do bebê com o mundo e o jeito mais eficiente que ele tem de chamar a atenção, independendente do que estiver sentindo.

Tranquilidade é essencial, mamãe! Se você se desesperar o bebê sentirá isso e ficará mais tenso. Existem algumas dicas que poderão ajudá-la no momento do choro:

- Se o bebê estiver com dor, o grito será agudo com um pequeno intervalo. Já com sono a criança ficará agitada, com choro nervoso.

- Na hora da fome, o bebê demonstrará seu choro com gemidos semelhantes a um apelo, que não cessam com carinhos mas somente quando estiver satisfeito.

- Caso o bebê esteja com cólica, o choro será agudo ou intenso. O bebê irá esticar e encolher a perninha, fazendo carinha de dor.

Não se desespere na hora do choro, mamãe! Tente visualizar esses sintomas no pequeno, e agir da forma correta, sempre com muito carinho para deixar a criança calma!

Fonte: Guia do Bebê

Fonte imagem: Med Plan

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Como se adaptar com a chegada do bebê?

Ter um bebê em casa, mudará toda a sua rotina, tenha certeza disso! Mas calma! O primeiro mês não dura para sempre, e você vai acabar se acostumando às mudanças necessárias.

As noites mal dormidas e ter menos tempo para nós mesmas serão fatos inevitáveis. Algumas regras clássicas podem ser seguidas para a adaptação de um "novo membro" em nossa vida seja mais fácil:

- Mamãe, durma entre as mamadas. Normalmente os bebês mamam e dormem, por isso aproveite esse momento para descansar.

- Nos primeiros dias queremos mimar e ter o bebê só para nós, não é? Mas tente, pelo menos, depois da primeira semana, não adiar visitas, comece a receber os mais chegados, é bom começar a conviver com todos novamente.

- Se possível, chame alguém para lhe ajudar a arrumar a casa. Você se sentirá mais confortável se olhar ao redor e ver tudo no lugar, sem se preocupar tanto com o bebê.

- Logo esses primeiros meses irão passar e você estará acostumada a rotina. Você mesma aprenderá a estabelecer horários para passear, descansar e aproveitar o tempo junto ao bebê.

Ter uma criança em nossa vida é algo que trará mudanças, mas proporcionará experiências maravilhosas e novos caminhos que serão seguidas, sem nenhum problema! Não se preocupe, mamãe! :)


Fonte: Family Blog

Fonte imagem: Rua Direita

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Discovery apresenta documentário sobre Células-tronco

Amanhã, a Discovery Chanel apresentará um documentário inédito, produzido pela Mixer, que revela como as pesquisas com células-tronco são promissoras para o avanço da medicina moderna.

Células-tronco: a Chave da Regeneração” é um documentário que exibirá casos de uso das células-tronco, com destaque às pesquisas nacionais na área, como por exemplo, em uma cirurgia cardíaca.

Profissionais da área da saúde estarão presentes explicando procedimentos sobre células-tronco e tudo o que você precisa entender a respeito deles.

As 21h00 no Discovery Chanel, acompanhe o documentário “Células-tronco: a Chave da Regeneração”, conheça os esforços científicos que tornam o Brasil um dos países que lideram as pesquisas com células-tronco.

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Quais os melhores lugares para passear com o bebê?

Quando o bebê chega, milhares de dúvidas e receios vêm junto. Eles são delicados e precisam mesmo de cuidados especiais. O clima é algo que pode ser prejudicial ao bebê, mas pode também ser um fator extremamente positivo se soubermos a hora certa de expô-lo a passeios.

Temos que lembrar que o bebê acabou de sair do útero, lugar totalmente alheio às condições e estímulos do ambiente. Por isso, o pequeno terá que se adaptar a ruídos, luzes e horários do "novo mundo".

Dependendo do tempo, evite sair com o bebê. Muito vento, pode prejudicar sua saúde delicada. No verão, prefira o horário da manhã e o fim de tarde, horários em que o sol não é tão intenso. Além disso, aplique protetor solar e deixe sempre a cabeça e os olhos protegidos. Antes dos 9 meses, banhos de mar não são recomendados, o bebê precisa ficar na sombra, pois peles mais sensíveis podem sofrer queimaduras.

Dias com temperaturas amenas, podem ser aproveitados para dar uma voltinha, dependendo das condições de saúde do pequeno, até mesmo na primeira semana!

Fonte: Meu bebezinho

Fonte imagem: Emule


sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Livros para ler durante a gravidez

As dicas da CordVida fazem parte de todos os processos que as mamães vão passar durante a gestação, e sobre o próprio bebê. Cuidados e aprendizados que toda mulher aprenderá muito durante esse período, mas mesmo assim não há um manual para ser mãe.

Durante a gravidez aproveite para descansar e leia bons livros que podem ajudar mais ainda você mamãe, de como agir nessa fase de sua vida.

Veja algumas dicas da CordVida:

- A agenda da gravidez, A. Christine Harris

Um guia com informações práticas sobre a gravidez saudável dia a dia. O livro ainda vem acompanhado de um calendário onde você poderá acompanhar o desenvolvimento do bebê.

- A bíblia da gravidez, Alice D Agostini Deutsch e Wladimir Correa Taborda

O livro reune conhecimento de especialistas conceituados nos campos da ginecologia, obstetrícia, medicina fetal e pediatria, entre outros assuntos atualizados.

- A grávida e o bebé: da concepção ao parto, Rinaldo De Lamare e Simão Coslovski

Best-seller da área, o livro reúne conselhos práticos de um obstetra e um pediatra de renome, tratando temas que vão da concepção até o pós-parto.

- A Sua gravidez, semana a semana, Glade B. Curtis e Judith Schuler

O guia apresenta o que acontece no seu corpo e com o seu bebé, semana a semana, desde a concepção até à hora do nascimento.

Os livros variam de momento a momento da gravidez, acompanhe o que irá ocorrer no seu corpo e na vida do bebê através dessas dicas, e de outras através do blog da CordVida.

Fonte: A Minha Gravidez

Fonte imagem: Dig Now

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Cuidados com o bebê prematuro.

Com o crescente avanço da medicina, a recuperação de crianças nascidas antes da hora tem sido de grande sucesso.

Sistema nervoso central, rins, pulmões e sistema auditivo são os que mais precisam de cuidado em uma criança nascida antes do tempo. A atenção deve ser redobrada, em um pré-natal bem feito pode diagnosticar ou controlar problemas que possam antecipar o parto, como hipertensão ou diabetes. O aleitamento materno é imprescindível, além de consultas mais freqüentes ao pediatra.

Muitos casos considerados prematuros podem ser tratados em casa, com acompanhamento médico. Há empresas que disponibilizam profissionais que dão toda assistência aos bebês. E, antes da saída do hospital pode ser antecipado com os equipamentos necessários.

Algumas dicas ajudam as mamães com os cuidados ao bebê que é liberado do hospital:

* coloque-o para dormir em posição de decúbito lateral, ou seja, de lado, para evitar que engasgue com vômito;

* coloque a criança no berço em uma elevação de, aproximadamente, 30º para que não aconteça refluxo;

* nunca deite a criança em decúbito ventral, ou seja, de bruços. Esta posição está relacionada com diagnósticos de morte súbita em bebês.

No caso de permanecer no hospital a dedicação dos pais muitas vezes reforça os laços familiares. O contato permanente com o bebê e com a equipe que o está tratando gera informação o tempo todo, deixando as famílias mais esclarecidas sobre o assunto.


Fonte: Alô Bebê

Fonte imagem: O Povo


quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Esqueça o cigarro na gravidez!

A CordVida já falou de alguns malefícios que o meio ambiente pode causar para a gravidez. Alguns deles são inevitáveis, mas o cigarro depende de nós mesmas, mamãe.

O tabagismo pode causar complicações durante a gravidez!

O cigarro libera substâncias tóxicas que impedem que a placenta se desenvolva adequadamente, podendo causar aborto espontâneo e nascimento prematuro.

Apenas um cigarro é capaz de acelerar os batimentos cardíacos do feto devido ao efeito da nicotina sobre o aparelho cardiovascular.

Para as mulheres que ainda pensam em ser mãe, é recomendado iniciar um tratamento antes da gravidez para evitar futuros problemas. Tratamentos como farmacológico do tabagismo inclui terapias com ou sem a reposição da nicotina, entre elas, a nova geração de medicamentos como a vareniclina, desenvolvida especificamente para o tratamento da doença.

Lembre-se também que não são só os fumantes que são expostos à fumaça, os não fumantes também são agredidos, são os fumantes passivos. Quem inala a fumaça, inala três vezes mais nicotina, três vezes mais monóxido de carbono, 50 vezes mais substâncias cancerígenas. Por isso, se preocupe e não fique em lugares onde outras pessoas estejam fumando.

Mamãe, antes de começar a cuidar do bebê, siga as dicas da CordVida e comece a cuidar de você!

Fonte: Segs

Fonte imagem: Revista Crescer

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Vou ser mãe! E agora?

Chegou a hora de ter o primeiro bebê. Não deixe o desespero bater, mamãe!

Muitas questões vêm a cabeça nesse momento, e elas começam a aparecer principalmente quando as mudanças ocorrem durante esse período.

A gravidez até agora está sendo descoberta, e incertezas existenciais podem ser ao mesmo tempo desconfortável e excitante. Tenha em mente que o medo é pior que a realidade, priorize o pensamento em momentos bons que você terá com seu bebê.

Mães de primeira viagem podem entrar em pânico nas primeiras semanas ou meses, e você pode começar a pensar que não será uma boa mãe. Mas ter um bebê não significa que você não gosta da maternidade. Crianças são sinônimos de experiência, entre tantas fases que você passará.

No trabalho as coisas podem realmente mudar. A vinda de um bebê pede que você tenha uma atenção maior em todos os pontos, tanto na sua carreira, pois você vai se sentir mais responsável, tendo que sustentar mais uma pessoa e uma atenção priorizada para o bebê que precisará muito do seu carinho. Contratar uma babá ou colocar em uma creche pode ser uma boa opção para te ajudar.

Uma vez que se torna mãe não tem como voltar atrás, aquela frase que todos os pais dizem sobre como não conseguem mais imaginar a vida sem o filho é verdade! Mudanças virão, esteja preparada com a vinda do pequeno e curta muito essa nova fase!


Fonte: Revista Pais e Filhos

Fonte imagem: Sobre bebê